A nossa estadia em Castelo Rodrigo não ficou limitada à dormida. Queríamos conhecer melhor a zona. Nada melhor que faze-lo de bicicleta, também para ajudar a queimar algumas calorias das últimas semanas. Acordamos cedo para tomar o pequeno almoço e pedalarmos um pouco pela zona. Fomos servidos com muita simpatia em que não faltou o pão fresco e produtos da zona. Adoramos o mel e a fruta. Não abusamos muito senão a saída de bicicleta custaria mais. Existe muito que ver nas proximidades e muitas delas que podíamos visitar de bicicleta. Não exploramos a rota do Coa nem a área protegida da Faia brava.  Era ligeiramente mais afastado e já tínhamos a nossa rota planeada. Queríamos um percurso plano e pouco sinuoso. O período natalício não ajuda a estar em forma e o tempo frio também não convida a grandes subidas e descidas. O objetivo era fazer o percurso das aldeias históricas em BTT até Monsanto ou até às proximidades. Está todo devidamente marcado com setas e marcações de PR’s nas paredes. É um percurso muito calmo com paisagem característica e que nos vai cruzando com várias aldeias pelo caminho. Os trilhos são largos e sem dificuldades técnicas. Ideal para um passeio em família ou com alguém que se está a iniciar. Aconselhamos a levar comida na mochila e dinheiro. Não há muitas opções durante o caminho, por esse motivo o ideal é ir prevenido. Não deverão precisar, no entanto disponibilizamos o percurso para que possam percorrer da melhor forma. Nós voltamos ao castelo e à casa pelo lado sul que é o mais acessível. Foi um belo passeio e ainda bem que voltámos à casa. De certa formas sentimo-nos como se fosse a nossa casa e a hora de voltar foi penosa. Vamos sentir saudades desta nossa casa e já agora de quem nos recebeu tão bem.
Se tiverem curiosidade de fazer o mesmo percurso que nós em Btt, podem descarregar o track no seguinte link:

http://www.gpsies.com/map.do?fileId=qsdceatagkjeytze

O percurso é relativamente plano e a subida de acesso ao castelo foi feita por Sul, pois não é muito complicada comparativamente com os acessos de Este e Norte.
A casa da cisterna tem a marcação bikotel e está preparada para receber também as vossas bicicletas. Se estiverem com as mesmas ideias que nós, não vos faltará apoio.

You May Also Like

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *