Vamos continuar a falar-vos da “nossa” ilha.  São Miguel – Açores. Aquela que nos faz “pasmar” com os olhos, por ser tão linda e verdejante!
É uma ilha muito pura e em cada local que percorremos conseguimos sempre cruzar-nos com os animais. As mais frequentes, claro que são as vacas açoreanas e os pequenos vitelos. Estão no seu paraíso e em constante relaxamento comendo a sua erva. Para além de ser um animal imponente, são do mais ternurento que pode haver. Dá até vontade de trazer uma de estimação!
Para andar na ilha e conhece-la um pouco mais, um grande amigo emprestou-nos o seu carro. Como turistas que fomos estes dias, recomendamos vivamente o aluguer de um carro nem que seja por um dia, para conseguir explorar um pouco de toda a ilha. Trata-se de uma ilha com muito para ver e fazer.
À medida que fomos andando pela ilha fomos parando e usufruindo de cada local.
Sabemos que o dia não estava o melhor devido variação constante de meteorologia da ilha. Apesar de tudo um verdadeiro aventureiro, resiste a qualquer tipo de clima! A parte boa é que existe sempre o que fazer independentemente do estado climatérico.
Caminhadas pelas serras, pedaladas, mergulhos no mar, mergulho nos banhos quentes das furnas ou ribeiras, passeios de jipe pela Natureza ou simplesmente sentar e comer algumas coisas mais típicas da ilha.

Chá de Porto Formoso

Neste dia fomos em direção ao Chá de Porto Formoso, um dos dois locais onde ainda se produz cá na ilha. O outro é a Gorreana. Na quinta pode ser feita uma visita guiada, onde mostram como o chá é feito e onde podemos provar e aquecer o coração. Podemos ver a maquinaria que ainda trabalha e os métodos mais antigos. Para quem gosta de história, é um bom local para parar. Seguimos a nossa viagem e fomos parando nos vários miradouros. Alguns já serviram como posto de vigia para baleias. Nesta altura do ano, dificilmente iriamos ver alguma e tão perto da costa.