Ponte de Lima é um local fantástico. Já conhecíamos alguns locais e possivelmente grande parte dos portugueses já visitou a vila mais antiga de Portugal. Razões para visitar não faltam e possivelmente será o que o perceberão do nosso post. Escolhemos o Cerquido Village. Fomos numa altura mais calma para evitar as feiras novas e das vacas das cordas que já são muito famosas. Queríamos descobrir outros lugares e perceber um pouco dos segredos desta vila que tem conseguido captar o interesse de meio mundo e principalmente os mais jovens, quando a tendência é procurarem mais o litoral. Sim, é muito bonita e está muito bem cuidada. Mas aqui não falta o que fazer e visitar e por isso fomos todo o fim de semana. Queríamos ter ido mais cedo, mas infelizmente alguns imprevistos fizeram com que chegássemos bem tarde. O destino era o cerquido village e a viagem pela serra não seria tão aproveitada. Ainda assim tivemos a ajuda (impagável) da Bernardete que nos mostrou e aconselhou uma solução muito prática para quem chega a tarde para cozinhar e jantar (e económica). Passamos pelo Iguarias take-away onde escolhemos e levamos o nosso jantar para aproveitarmos em casa. Chegamos tarde e ainda nos serviram. Para além disto ainda acabamos numa longa conversa e acabamos por conhecer um pouco da história deste simpático casal e por onde já tinham andado. A barriga dava tantas horas e não havia forma de deixar a conversa. Fomos de noite pela Serra, mas a viagem fez-se muito bem. Quando chegamos estávamos perto do topo da Serra e com uma vista fantástica para o vale do lima. Era a casa da montanha e já estava frio. Corremos para dentro e só espreitamos a casa e toca a comer! Só depois conseguimos explorar a casa que é tão bonita.

Acordamos não muito cedo com a claridade que vinha das janelas. Uma paisagem de montanha num telhado tão bonito e num quarto tão acolhedor. Descemos as escadas e vimos a casa de outra forma. Fizemos o pequeno almoço e tomamos no jardim exterior. Estava um sol fantástico e apesar de estarmos em plena montanha não se sentia grande filme. A mesa era muito bonita e podermos tomar um café e respirar este ar, não se pode pedir muito mais. Cá fora tinha uma espécie de relvado sintético, um chuveiro e espreguiçadeiras. O ideal para o Verão. Para nós já não foi. Pegamos na bicicleta e fomos dar um passeio de bicicleta de montanha. Tem fama pelos seus trilhos, e muito à custa do trabalho feito pelo Ponte de Lima Bike Park. Desde a marcação à promoção. Não foi difícil seguir alguns dos trilhos. Ainda assim não cumprimos na totalidade, pois queríamos que passasse junto às lagoas de Bertiandos e depois ir até Ponte de Lima. O nosso objetivo não passava por pedaladas muito sérias. Queríamos espreitar a vila e também almoçar porque para fim do dia já tínhamos planos. Se o percurso na zona serra é montanhoso e requer alguma preparação, junto ao rio, é quase todo plano. Facilmente se chega à ecovia do Loureiro que vai ligar à ponte romana e daí escolher sítio é fácil. Não falta escolha. Desde restaurantes a locais para petiscar. Diga-se que é um dos locais em Portugal com mais fama de se comer bem. Arroz de sarrabulho, rojões à minhota, lampreia e há quem fale no champarião. Nós fomos para algo mais leve para ser mais rápido e para explorarmos mais.

You May Also Like

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *