O destino destes dois dias era mais pelo centro. Pusemo-nos a caminho muito rápido e também chegamos bem rápido. Os acessos são bons e a viagem faz-se bem. A meio caminho entre Coimbra e a Figueira da Foz. Diz-se que no centro está a virtude e o Hotel Garça Real é disso exemplo. Fomos bem recebidos. Apesar de receção de hotel, bem mais simpático do que a tradicional e principalmente mais personalizado. Informações e outras dicas muito para além do hotel. Quando fugimos, gostamos de ficar bem instalados, mas muito mais coisas têm importância para dizermos que o nosso fim de semana foi bem passado. Gostamos de Natureza, passear, comer bem, conhecer e aprender mais de onde visitamos. Nesse dia, já jantamos no Hotel. A proposta parecia boa. Uma sopa de peixe e posta de novilho e acompanhamos com um vinho da região da Bairrada ( é já ali ao lado). A apresentação faz jus aos pratos. Quando a surpresa é boa alegra-nos e foi o motivo para no dia seguinte voltarmos para o almoço. Estavam de parabéns. Afinal por vezes cria-se a ideia que nos hotéis o serviço é mais formatado e menos personalizado. Não foi o que nos aconteceu aqui. Ainda relaxamos um pouco no bar antes de subirmos para descansar.

Acordamos cedo, para podermos aproveitar bem o dia e porque o nosso relógio “natural” está configurado pelo semanal. O nosso quarto estava virado para a piscina e não há melhor maneira de começar do dia do que assim. Descansar e sentir que estamos descansados. Com calma descemos até ao pequeno almoço. O Sol ainda brilhava e radiava para a piscina. Era a vista de toda a sala. Não estava temperatura para nos sentarmos no exterior, mas ainda assim já nos roubou um sorriso. O que comemos não deverá ser muito importante, pois até somos relativamente tradicionais, mas qualquer das formas, para os curiosos que visitarem o Garça real podem contar com vários tipos de cereais, do mais natural muesli, flocos de aveia e outras sementes, como o mais convencional cereal mais doce. Panquecas, compotas, croissants, pães de vários tipos, muita fruta, sumos naturais e até os menos portugueses ovos mexidos. Não abusamos muito pois o objetivo era fazer uma volta de bicicleta pela zona. Costuma ser um destino para quem quer praticar desporto, pois nas imediações tem condições muito boas. Trilhos e estradas com pouco movimento ( conseguimos passar muitos minutos sem nos cruzarmos com carros). Percursos planos, sempre junto ao rio Mondego e de fácil orientação. Digamos que quem procura um local para pedalar com a família, dificilmente encontrarão local como este Portugal. Podemos ainda dizer, que é possível que ainda seja um tesouro por descobrir. Aproximando mais do rio Mondego poderemos encontrar alguns trilhos bem simpáticos para caminhadas. A cerca de 2km encontramos esta zona. Se juntarmos uma boa caminhada ( ou pedalada) numa zona bonita, mas em sintonia com a Natureza então ainda mais valorizamos. É uma constante a possibilidade de observarmos aves em nosso redor. Aliás, esta região é já tida como uma das melhores para os adeptos do birdwatching. Garças e uma outra ave de rapina são comuns. Daí o hotel também ter este nome particular. Em algumas conversas conseguimos descobrir ( e ver) que o hotel já é um dos favoritos para esta atividade. Como tal, em conversa, percebemos que existem planos para investir ainda mais nesta área. Junto ao pequeno court de “golf” nas traseiras do hotel pensa-se em colocar um pequeno abrigo para o efeito. Noutros locais pela zona, planeias fazer o mesmo, para que se possa tirar partido deste tesouro por descobrir. Um dos grandes motivos que nos move a fugir é descobrir o nosso país ( e não só) e mais do que ficarmos em locais bonitos e acolhedores, o que o local tem para explorar e descobrir, são do que mais nos motiva. Não há dinheiro que pague isto e queira-se ou não, é o nos leva a voltar.

O que mais gostamos? É difícil dizer, pois gostamos de tudo e é difícil apontar falhas. A zona, ao primeiro pensamento poderia não ser o destino mais óbvio, mas todo o potencial e o que usufruímos valeu bem o fim de semana. Não esqueçamos que estamos a poucos minutos da Figueira da Foz e de Coimbra e ainda assim estamos afastados. O Hotel, tem um acolhimento muito pessoal, que faz com que nos possamos sentir em casa. O Ginásio e o jacuzzi foram um extra que adoramos, mas sem dúvida que o enquadramento com a Natureza, fizeram do nosso fim de semana e a nós pessoas bem mais felizes.

WEBSITE: www.garcarealhotel.pt