Depois de chegarmos a Coimbra e almoçarmos no maravilhoso Refeitro da Baixa.
Decidimos ir até ao nosso ninho onde iriamos ficar instalados, o Hotel Oslo.
Enquanto caminhava-mos na direcao do para o “nosso” hotel, reparamos que tinha um reclame luminoso neon e umas linhas arquitetonicas vintage. O que nos agradou bastante.
A chegar a recepção fomos logo bem recebidos pelos simpáticos rececionistas, que nos colocaram logo a par do que dispor no hotel e em redor, na cidade de Coimbra.
Deram-nos também a informação que teriamos agendado um fado de tradicional de Coimbra e se esteriamos interessados em assistir. O que nos pareceu uma excelente ideia! Apesar de irmos por vezes ao assistir a fado, o de Coimbra tem um toque especial!
Ao subir para o nosso quarto reparamos na recepção!
Notamos que o hotel teria sido remodelado. Com um toque nórdico, traves de madeira clara, cadeirões e vários detalhes harmoniosos.
O que nos pareceu muito bem, a fusão entre o nome do hotel – Oslo e este tipo de arquitetura.
Subimos até ao nosso quarto, pequenino, mas aconchegante, com tudo que era necessário para uma boa estadia. Tudo limpo e asseado.
Cansados da viagem deixamo-nos logo na cama e respiramos de satisfação!
Lembramo-nos que o senhor da recepção nos teria dito que no cimo do prédio teriamos rooftop, com uma vista maravilhosa para a cidade de Coimbra.
Curiosos como somos decidimos ir espreitar e aproveitar o final de tarde que já se fazia.
A chegar ao andar superior, ficamos completamente encantados. A vista era incrível mesmo!Atrevemo-nos mesmo a dizer que seria das melhores vistas de Coimbra.
Conseguiamos o “morro” com todas as casinhas da cidade e no cimo a impunente universidade de Coimbra.
Aquele final de tarde e aquela vista, só convidava mesmo a tomar um copo e refrescar-nos.
Toda a gente que estava no rooftop, parecia feliz por ali estar. Deste uma família Alemã que nos pediu para tirar umas fotos, como uma senhora que desfrutava do seu final de tarde, bebendo o seu copo de vinho e os seus snacks, como crianças que apontavam para os pais dizendo que tinha muitas andorinhas no ar.
E é verdade, as andorinhas eram imensas na cidade, voavam cheias de adrenalina e com voos picados. Encantando ainda mais o cenário que estavamos a assistir.
Já eram horas de partir, para o nosso concerto de fado. Percorremos as ruas e ruelas da cidade e descobrimos a magnifica casa de fados – Fado ao Centro.
O espetáculo estava lotado. E cheio de turistas. Estavamos muito curiosos, para ver a sensação, dos turistas, ao ouvir fado e pela primeira vez.
E sem dúvida que toca qualquer um e ninguem fica indiferente.
O espetaculo foi muito bem guiado, contado e cantado.

WEBSITE: www.hoteloslo-coimbra.pt