O restaurante é na porta ao lado. Decoração ao bom estilo francês. Muito requinte e cuidado em toda apresentação. Bar de apoio e um terraço nas traseiras para bons momentos até fora das horas de refeição. O terraço manteve os traços mais tradicionais portugueses e sempre com a preocupação de espaço. Ficamos encantados como conseguiram faze-lo, em pleno centro do Porto. Onde na zona existiam tantos terraços e grande parte deles está degradado ao não aproveitado. Possivelmente um dos (ainda) poucos sítios para tomar um bom cocktail num sitio bem acolhedor. Aqui encontramos um grande tesouro do Porto que está guardado por um grupo francês que sonhou trazer um pouco do seu requinte à realidade portuense. Julgamos que deverão estar contentes com o resultado. Não só conseguiram criar um sítio mágico num local novo, como aproveitar e criar uma equipa que respira a identidade do grupo. Toda a gente que nos abordou sempre com muita atenção ao detalhe. Sentimo-nos acarinhados e viajamos um pouco pelo universo francês. O conceito do restaurante até é simples. Cozinha essencialmente francesa, com os bons vinhos portugueses. O gourmet nasceu em França, mas aqui estamos a falar de comida muito bem confecionada e apresentada. Poderá existir algum pré-conceito e ideias formadas quanto a isso. Aqui, “simplesmente” adoramos a comida e a boa carta de vinhos. Escolhemos com sopa fria de tomate e manjericão e tempura de gambas para entradas. Como prato principal apostamos no polvo grelhado e no magret de pato assado com batatas dauphine. As fotos falam por si. Para sobremesa foi um creme brulée do Taiti. Ligeiramente mais fresco que o tradicional, talvez por aí tenhamos partilhado e adorado.  Não há muitos sítios no Porto que possamos dizer que é um tesouro por descobrir. Nós adoramos ir ao universo francês sem fugir para muito longe, quase nem saímos do lugar, mas a verdade é que nos transportou para bem longe.

WEBSITE: https://www.cocorico-porto.pt/restaurante.html